SEO Off Page: guia com as melhores práticas para sua estratégia

Com resultados, muitas vezes, pouco objetivos, o SEO Off-Page é um dos pilares do SEO que mais gera discussões entre os profissionais da comunidade.

Frequentemente associado somente ao link building, em nosso conteúdo especial de hoje vamos mostrar que o SEO Off-Page vai muito além da conquista de backlinks.

Neste e-book vamos falar de todos os fundamentos que sustentam o SEO Off-Page, quais as áreas de abrangência de deste segmento de SEO e como ele pode impactar positivamente na autoridade do seu site, gerando não somente mais oportunidades de melhores posições, mas também um aumento na reputação da sua marca.

Vamos lá?

O que é SEO Off-Page e por que é importante?

SEO Off-Page é tudo que acontece fora da sua página. E, mais especificamente, fora do seu site.

Para tangibilizar a importância do link building e do SEO Off-Page dentro de uma estratégia de SEO completa, vamos observar alguns dados gerados pela Conversion em nosso estudo definitivo sobre SEO para E-commerce no Brasil.

Há, também, uma correlação bastante forte entre o ranqueamento de determinados resultados e as suas autoridades de página.

É importante dizer, aqui, que essa não é uma relação diretamente causal, mas estabelece-se uma correlação e, muitas vezes, vemos na prática que uma boa campanha de link building resulta em melhores posicionamentos.

As autoridade de domínio e página não são fatores diretos de ranqueamento, mas indiretos: apesar de não serem os últimos critérios avaliados pelo algoritmo, certamente favorecem os sites dentro de um conjunto mais amplo de critérios.

Com o SEO Off-Page, é isso que buscamos: mostrar que nosso site é reconhecido por outros sites.

Imagine que, quando o Google organiza as páginas na SERP, ele procura trazer os resultados mais relevantes para a intenção de busca daquele seu usuário.

Essa é uma premissa muito importante porque envolve o primeiro e mais significativo fator para um site ser bem ranqueado no Google: responder à intenção de busca do seu público-alvo.

Acontece que, muitas vezes, existem muitas páginas semelhantes como resultado para uma mesma pesquisa ou palavra-chave.

Sendo assim, o Google precisa de um critério fundamental para diferenciá-las, e o primeiro parâmetro utilizado é o número de domínios referenciados de cada uma dessas páginas.

Além disso, ao receber links, uma página demonstra ao algoritmo que possui informação qualificada.

Isso é muito útil porque nem sempre o robô consegue, sozinho, identificar a qualidade dos conteúdos oferecidos pelos sites.

A internet é feita de links

A internet, como a conhecemos hoje, é nada mais do que uma imensa rede de conexão entre os mais diver sos sites e conteúdos, incluindo interconexões entre pessoas através de redes sociais e outros ativos.

Quando falamos sobre link building, especificamente, estamos nos referindo ao que chamamos de Internet 1.0, que é exatamente onde o Google atua: nos sites, a primeira estrutura e base da web.

Deste modo, os backlinks que contam para o SEO Off-Page são exclusivamente aqueles que vão de site para site, excluindo links de redes sociais e aplicativos, por exemplo.

Mas, afinal, como o SEO Off-Page se coloca dentro do SEO como um todo?

O framework E-A-T (Expertise, Authority e Trustworthiness), um dos mais importantes conceitos em SEO e amplamente fomentado pelo próprio Google, deixa claro que um dos pilares de sustentação de um bom site é a sua autoridade.

O framework E-A-T explica que, para um site ser considerado bom pelo Google, ele deve estar apoiado em três pilares principais: 

1) Expertise: ele deve trazer conteúdo especializado no assunto sobre o qual se propõe falar; 

2) Authority: ele deve possuir autoridade de página e domínio, além de demonstrar autoridade em seu tema principal; 

3) Trustw­orthiness: ele deve ser um site confiável, tanto tecnicamente quanto em suas informações.

Vamos destrinchar, abaixo, os principais pontos que compõem o pilar de autoridade.

  1. Backlinks: links de outras páginas, e especialmente de outros sites, apontando para o seu site.
  2. Menções: as menções sem link também são importantes quando falamos em transmissão de autoridade porque elas indicam, principalmente, que a sua marca é a fonte de conteúdo de qualidade.
  3. Domínios de referência: diferentemente do número de backlinks, os domínios de referência são a quantidade de sites que linkam para o seu site. Ao receber, por exemplo, 10 backlinks de 10 páginas diferentes de um único site, o seu site contabilizará apenas um domínio de referência.
  4. Share of Search: essa métrica não se aplica somente a SEO, mas é uma métrica muito interessante de ser avaliada como um todo. Essa é uma métrica preditiva do market share e uma das mais importantes para uma marca.
  5. Reputação: se refere a como os outros sites te reconhecem dentro da web. Esse aspecto vai atuar diretamente sobre os stakeholders, ou influenciadores — principalmente jornalistas e comunicadores em geral. 

SEO Off-Page: o elo perdido entre o branding e o link building

O SEO Off-Page é o menos técnico de todos os segmentos de SEO porque envolve determinados aspectos de um negócio que não necessariamente estão diretamente relacionados com a web, como marketing e branding.

Mas, para falar um pouquinho mais sobre a intersecção entre branding e a conquista de backlinks, vamos conceituar melhor o que é branding:

Branding é toda experiência com uma marca que gera uma memória positiva.

Para funcionar, portanto, o branding também deve ser capaz de fomentar conversas entre os potenciais clientes de uma marca.

O famoso “boca a boca” é o principal pilar do branding de uma marca, e também seu maior termômetro, uma vez que toda comunicação humana se baseia na troca de informações entre pessoas.

Mas, então, como fazer com que as pessoas falem sobre a sua marca?

É muito simples. Para isso, a sua marca precisa ser interessante: criar produtos e soluções disruptivas sobre as quais desejamos falar.

É por isso que o SEO Off-Page é tão pouco técnico. Ele absorve o reconhecimento de uma ma